Dois são presos acusados de furto em Novo Horizonte
06/11/2018 16:06 em Novo Horizonte

Da Redação

 

Na tarde desta segunda-feira (05/11), Policiais Militares da 2ª Cia de Novo Horizonte, foram acionados para atender uma ocorrência de furto a uma residência, pelo bairro Parque Vila Real.

Pelo local dos fatos, um transeunte (testemunha), dissera que passava pelo local quando teria presenciado três indivíduos pulando o muro de uma casa, e, que os mesmos seguravam quatro malas de viagem, sendo que os três saíram correndo sentido ao Jd Europa, adentrando uma mata existente naquele local.

 

De imediato, os policiais em posse das informações, bem como possíveis características dos três indivíduos, iniciaram patrulhamento com vistas aos suspeitos.

 

Pelo Jd Santa Clara, os policiais teriam se deparado com três rapazes, estes com as mesmas características dos suspeitos do furto. Detalhe, um dos rapazes, estaria usando uma corrente prateada no pescoço e próximo aos indivíduos, no chão, fora encontrada uma gargantilha dourada. Indagados, em primeiro momento, os três teriam negado a prática do furto, porém, novamente indagados, os mesmos, acabaram dizendo, que sim, teriam praticado o furto á residência, e disseram onde estaria as res furtiva (os objetos do furto), indicando uma mata, que separa os bairros Santa Clara e Jd Europa. Na mata, os policiais encontraram as malas contendo os objetos furtados, como roupas, jóias, perfumes, câmera digital, relógio, telefone.

 

Ao retornarem ao local do furto, em contato com a vítima, esta teria reconhecido os objetos como sendo de sua propriedade, bem como teria relatado aos policiais que os indivíduos, após escalarem o muro lateral de sua residência, possivelmente teriam adentrado ao imóvel pela porta da sala.

 

Diante dos fatos circunstanciais, foi dado voz de prisão aos dois indivíduos maiores de idade, e apreensão ao terceiro, este menor de idade. Sendo em seguida conduzidos à Central de Polícia Judiciária, para apreciação do delegado.

 

Pela CPJ, o delegado, Dr Leonel Ap. Siqueira, após ter conhecimento do ocorrido, entendeu por autuar os dois maiores pelos crimes de furto qualificado e corrupção de menor, recolhendo-os à Cadeia Pública local, onde permaneceriam à disposição da justiça.

 

Quanto ao menor, foi liberado e entregue à sua irmã.

 

Fotos: PM

COMENTÁRIOS