Estiva é campeã nacional por qualidade dos canaviais
03/12/2021 14:58 em Novo Horizonte

A Usina São José da Estiva recebeu reconhecimentos nacional e regional pela qualidade de seus canaviais.  Além do primeiro lugar entre as 220 usinas avaliadas, a Estiva foi considerada a melhor unidade em manejo varietal da região de São José do Rio Preto pelo terceiro ano consecutivo. O primeiro lugar se deve, entre outros fatores, à melhoria dos indicadores.  A premiação é feita pelo Programa Cana – IAC (Instituto Agronômico) de Ribeirão Preto, órgão ligado à Secretaria Estaduakl de Agricultura e Abastecimento e aconteceu no dia 23 de novembro, durante reunião do Grupo Fitotécnico do instituto, realizada em sistema híbrido, presencial e online.  

 

Clézio Menandro, gerente de Divisão Agrícola da Usina Estiva, reflete sobre os desafios superados para alcançar os resultados buscados. “Em períodos com fenômenos climáticos atípicos, como os que temos passado nos últimos anos, fica evidente a necessidade de medidas preventivas para minimizar riscos empresariais, sendo o manejo varietal uma das ferramentas que nos proporciona uma maior segurança genética e diminui impactos de perdas de produtividade e ATR”, disse Clézio.   

 

Outro ponto que contribuiu para que o manejo varietal fosse bem-sucedido, diz respeito às mudas. “Sabemos que a formação dos viveiros de mudas é bastante onerosa e com rendimento abaixo do que gostaríamos, porém, o empenho e compreensão da equipe nesta fase garantem a qualidade e os bons resultados que temos alcançado nos plantios comerciais”, afirmou Luiz Gustavo Lazarini, supervisor de Preparo de Solo, Plantio e Logística).   

 

O resultado conquistado é fruto de uma busca continua e incessante por variedades que se encaixem na estratégia da empresa, e, pela melhor alocação e manejo. “Nestes quesitos buscamos através da experimentação avaliar e entender o potencial produtivo e a qualidade tecnológica, sempre buscando gerar uma relação custo-benefício favorável ao final do ciclo agroindustrial”, declarou Pedro Nogueira, supervisor de Planejamento e Desenvolvimento Agronômico.  

 

O resultado de 2021 deixa clara a evolução dos tratos e atenção varietal que a Usina Estiva adota em seus canaviais. O anúncio foi durante reunião do Grupo Fitotécnico de Cana-de-Açúcar, que completa 29 anos. Participaram esse ano 220 usinas.   

 

 

Sobre a premiação  

 

Concedido pelo Centro de Cana do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), da secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, o Prêmio celebra as empresas sucroenergéticas com melhores desempenhos em dois índices.  Tem mais pontos a empresa com valor do Índice de Atualização Varietal (I.A.V.) menor ou igual ou 7 anos.  Outro indicador que valoriza a empresa é ela ter o valor do Índice de Concentração Varietal Ajustado (I.C.V.A.) menor ou igual que 75%.  Quanto menor o I.C.V.A., maior a segurança genética. E quanto menor o I.A.V, maior a produtividade.  Vence quem obtiver o menor valor na média entre os rankings do IAV e do ICVA para cada região analisada.

 

COMENTÁRIOS