Projeto “Crescendo com a Gente” estimula a descoberta de talentos na Usina Estiva
10/12/2021 16:11 em Novo Horizonte

A Usina São José da Estiva colocou em prática o projeto “Crescendo com a Gente”. Criado com a missão de detectar novos talentos entre os colaboradores, para atividades relacionadas ao setor, o projeto começou na Filial, oferecendo a oportunidade para quem estivesse cursando Agronomia, ao menos no sexto semestre, e que já estivesse na empresa há, no mínimo, seis meses. O conhecimento em informática era um dos quesitos, mas a vontade de crescer na empresa era um fator preponderante, observado nas etapas de apresentação – feita através de um vídeo gravado pelos próprios candidatos -, nos testes psicológicos, dinâmicas em grupo e, por fim, na entrevista individual com os gestores de RH, Bruno Damascena, e de Divisão Agrícola, Clézio Menandro.

Daiane Zanini, analista de Recursos Humanos, explica que os cinco classificados passarão dois meses e meio em cada uma das áreas agrícolas, totalizando 15 meses de projeto. “Eles passarão pelos setores de Planejamento e Desenvolvimento; Preparo de Solo; Plantio; Tratos Culturais; Colheita; Fertirrigação; Adubação e Defensivos Agrícolas. Em cada uma delas será acompanhado por um colaborador, que será uma espécie de “padrinho”, explica Daiane, lembrando que ao padrinho cabe a missão de dar apoio, orientar, conduzir e ensinar.

“Os padrinhos participaram de um encontro de sensibilização para que pudessem entender o quanto é importante a sua ação no desenvolvimento destes colaboradores”, afirmou Daiane.

Além dos conhecimentos práticos, os participantes terão reuniões mensais, inclusive com as equipes de Gestão de Pessoas e Segurança do Trabalho, onde vários temas serão tratados, especialmente os aspectos comportamentais, liderança, segurança, comunicação e trabalho em equipe. “Será importante fortalecer os aspectos práticos com a teoria”, disse Daiane.

A oportunidade foi bem recebida pelos colaboradores. Paulo Henrique Olione Cotrim, assistente de Produção Agrícola, disse que esta é uma chance inspiradora. “O programa é algo incrível e mostra o interesse da Usina Estiva em ver o crescimento profissional e pessoal de seus colaboradores. Isso serve de força para não desistirmos e continuarmos sempre em busca de melhorias”, apontou.

Glauber de França Santos, encarregado de Tratos Culturais e um dos padrinhos, disse que esta é uma experiência ímpar, que não teve no início de sua carreira. “O projeto vem agregar valor e alavancar a carreira destes jovens, que vai produzir novos gestores”, apontou.

O primeiro encontro de boas-vindas aconteceu no início de dezembro. Os participantes do programa receberam uma bolsa contendo vários itens, tais como uniforme, boton sobre o projeto e um presente. “Este é um projeto audacioso e necessário, oportuno para a empresa, por nos permitir ajudar na formação destes trabalhadores que, tendo a chance, se desenvolvem profissional e pessoalmente”, disse Bruno.

O superintendente da Usina Estiva, Roberto Holland Filho, também participou do primeiro encontro e destacou a iniciativa. “Nossos colaboradores são profissionais brilhantes naquilo que fazem. Poder oferecer a estes jovens a oportunidade de se aprofundar no conhecimento, juntando a prática diária com a teoria da formação acadêmica, é algo que enriquece ainda mais estes profissionais. Temos muita satisfação em protagonizar este momento”, apontou Holland.

COMENTÁRIOS